Fique por Dentro

Cirurgias intra-uterinas salvam bebês de doenças graves

Publicado em : 09/12/2015

Realizada no Brasil desde 2003, a cirurgia fetal é a esperança de curar doenças que, embora não sejam raras, são de difícil tratamento. Através dessa operação, aumentam-se em 90% as possibilidades do feto nascer sem sequelas e ter um bom desenvolvimento neurológico. A cirurgia feita ainda na barriga da mãe pode ser realizada por endoscopia - sem cortes - ou “a céu aberto”.
O segundo método é mais antigo e capaz de corrigir duas malformações congênitas: a mielomeningocele e a adenomatóide cística. A primeira, realizada aproximadamente 10 vezes ao ano no Brasil, trata-se de uma abertura na coluna do bebê, causando a hidrocefalia – excesso de água no cérebro. Segundo Guilherme Loureiro Fernandes, professor responsável pelo setor de medicina fetal da Faculdade de Medicina do ABC, essa doença é causada, na maioria das vezes, pela falta de ácido fólico no início da gestação e por infecções virais embrionárias.


Operação sem cortes
Realizada no Brasil desde 2009, as cirurgias endoscópicas são capazes de operar o bebê sem a necessidade de cortar o útero da mãe. Foi o caso do bebê Igor, filho de Oladiane Werner, que foi operado ainda na barriga por causa de uma malformação na coluna vertebral, também conhecida como mielomeningocele. Essa técnica, inédita na América Latina até então, foi utilizada no Hospital Samaritano de São Paulo em março deste ano. O especialista ressalta, no entanto, que ainda é preciso aprimoramento nesse procedimento, pois os resultados positivos não são totalmente comprovados.
Através desse método, é possível corrigir também problemas como a válvula de uretra posterior – uma obstrução na uretra de bebês do sexo masculino, a hérnia diafragmática – uma pequena abertura no diafragma, e, também, a síndrome de transfusão feto fetal – quando, em gravidez de gêmeos, um bebê recebe mais sangue o outro. Segundo o especialista, existe ainda a transfusão intrauterina, que não chega a ser uma cirurgia e é realizada em casos de anemia do feto.
Segundo país a realizar esse tipo de cirurgia, o Brasil já conseguiu elevar o nível de sucesso. Conforme o especialista, hoje, os benefícios são muito mais visíveis do que os malefícios. “Existem riscos de óbito da mãe ou do bebê. Há ainda a chance de a mãe precisar interromper a gravidez e perder o útero. Esses riscos, porém, são muitíssimo raros”, ressalta. Após o nascimento, bebês submetidos a esses procedimentos devem ter acompanhamento médico durante alguns anos.

Fonte: Terra

Fique Por Dentro

Pílula do dia seguinte: perguntas e respostas

Há muitas dúvidas acerca da pílula do dia seguinte. Ela é abortiva? Depois de ter feito sexo desprotegido, tenho quanto tempo para tomá-la? Ela é eficaz? Posso tomá-la mais de uma vez por mês?

15/12/2016 -  Site Drauzio Veja mais

Anticoncepcionais: dúvidas e cuidados

14/04/2016 Veja mais
download

Dra. Marta Franco Finotti fala sobre o uso de pírulas na revista Claudia.

16/03/2016 Veja mais

É possível congelar espermatozoides em caso de câncer de testículo

Se quiser ser pai, o homem deve fazer o congelamento antes de iniciar o tratamento contra o câncer; o procedimento é simples e rápido

14/01/2016 Veja mais

A Humana Medicina Reprodutiva participa da campanha de vacinação contra a Gripe – Vacina Trivalente, realizada pelo Ministério da Saúde.

A Humana Medicina Reprodutiva aderiu à campanha de vacinação contra a gripe. No dia 20 de maio de 2015 todos os colaboradores e médicos foram imunizados contra a Gripe.

21/05/2015 Veja mais

Filhos através de tratamento de reprodução assistida

Os filhos concebidos por meio de um tratamento de reprodução assistida são frutos de um processo de muita luta e empenho por parte da família. Mas os pais normalmente não diferenciam essa criança por conta do método de concepção, mesmo que antes já tenham tido outros filhos que nasceram sem a necessidade de fertilização.

23/10/2014 Veja mais

Anabolizantes impedem produção de células e causam infertilidade

Além de doenças hepáticas e câncer no fígado, hormônios para acelerar ganho de musculatura podem levar à baixa de óvulos e espermatozoides

23/07/2014 Veja mais

Como uma mulher fica grávida?

A gestação é um momento de novas descobertas e de uma gigante transformação. A mulher passa a se sentir muito poderosa, conhece um monte de peculiaridades sobre seu corpo e ainda descobre o maior amor do mundo. Mas, exatamente por ser um momento de muitas mudanças, é preciso estar certa de que se transformar em mãe é uma opção para você.

25/06/2014 Veja mais

Reprodução assistida no Brasil atinge padrão internacional

Os serviços de reprodução assistida no país estão alcançando boas taxas de fertilização, revelando a eficácia do serviço oferecido no Brasil.

20/06/2014 Veja mais

Partos por cesariana chegam a 88% na rede privada, mostra pesquisa.

Levantamento da Fiocruz avaliou nascimentos em 266 hospitais pelo país. Na rede pública, índice de partos com cirurgia é de 40%.

16/06/2014 Veja mais
voltar
Rua 1.129 Nº 751 - St. Marista
Goiânia - GO - CEP:74.175-140
3946-9050